sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

As melhores anedotas do ano - Sporting

O ano futebolístico fica marcado por um quase inesgotável manancial de episódios cómicos no Sporting que entram directamente para o anedotário futebolístico nacional.

O Sporting já nos habitou a muita comédia e muita situação ridícula ao longo dos anos, isso é um facto. Assim de respente ocorre-me Dias Ferreira e Bettencour a cantar e dançar num palco, o mesmo Dias Ferreira quase à pancada com o comentador do Porto na RTP há uns anos, o líder da Juve Leo a dar um beijinho na cabeça de Bettencour, Bojinov a tirar a bola das mãos de Matias Fernandez para marcar um penalty no último minuto e depois falhar, etc, etc, etc.

Mas ainda com este passado, custa a acreditar que em apenas um ano tanta coisa tão ridícula tenha sucedido. A verdade é que não estamos a inventar, exagerar ou caricaturar nenhum facto quando listamos...

As melhores anedotas do ano 2012 - Sporting


No início de Outubro Godinho despede Sá Pinto (a quem os adeptos dispensam apaixonados cânticos de "aperta com eles Sá Pinto"), que substitui por Oceano, explicando: "não podíamos perder mais pontos".

Numa entrevista em 2011, Carlos Barbosa, então vice-Presidente do Sporting, disse isto: 

"Temos uma equipa que está a ser construída para que possa competir com qualquer clube. Não é o FC Porto que nos preocupa. Preocupa-nos é, se formos à Champions, o Barcelona e o Real Madrid, para também podermos competir. Porque, daqui a um ano, um ano e tal, o FC Porto já não fará parte do nosso campeonato. O campeonato do Sporting daqui a um ano ou dois será o Barcelona, o Ajax, o Real Madrid." Carlos Barbosa, entrevista ao "Record", 23 de Julho de 2011

Pois menos de um ano depois, a 6 de Julho, o mesmo Carlos Barbosa diz isto:

É uma questão de sobrevivência. Os sócios têm de ter paciência porque se não qualquer dia não há sócios, o Sporting acaba. O tempo de os bancos ajudarem os clubes acabou. Quando o Sporting vive 30 milhões acima do que pode por ano, não tem qualquer hipótese de funcionar. É preciso explicar aos sócios, de uma vez por todas, que não temos capacidade para gastar os 80 milhões que gastamos por ano. Não temos, porque as receitas do Sporting andam à volta dos 55/60 milhões e com muita boa vontade podem chegar aos 65/70”.

Há factos que por si só são cómicos nesta época do Sporting, embora para os seus adeptos eles sejam dolorosos. No entanto convém não esquecer que estes adeptos são, na esmagadora maioria, anti-benfiquistas primários que depois de andarem semanas muito indignados a falar da "jaula" deitaram fogo ao nosso Estádio e ainda hoje não pediram desculpa nem pagaram. Portanto não nos peçam para ter pena.

Vamos então listar alguns desses factos:

Sporting empata com Horsens.
Sporting perde 3-0 com Videoton.
Sporting perde 3-0 com Basileia reduzido a 10 unidades.


Após perder 0-1 em casa com o Rio Ave (a equipa vinha antes disso de dois empates, com Guimarães e Horsens), Sá Pinto atira:

"Não estamos fortes, estamos muito fortes".


Outra originalidade de Alvalade foi esta:

Claque Juve Leo entra em greve.
(Compreende-se mas se calhar deveriam ponderar a reforma antecipada...)

Depois há esta divagação filosófica de Bruno de Carvalho (entrevista ao "Dia Seguinte" a 3 de Dezembro), a propósito do derby que se avizinhava: "Sabemos que vamos ganhar. Desportivamente nós não temos dúvida nenhuma que assim o acontecerá e não temos dúvida nenhuma de que começaremos um novo ciclo. Aquilo que acontece é uma coisa que terá que ser e que é com certeza absoluta natural no Sporting, que é vencer e neste caso Benfica" (sic).

Temos também a rábula da ameaça de falta de comparência ao jogo com o Benfica que afinal nunca o tinha sido...

Aqui fica uma sintética cronologia:


Quinta-feira, 6 de Dezembro, Comunicado do Sporting:

"Sporting não aceita que a disputa do jogo com o Sport Lisboa e Benfica, a contar para a 11.ª jornada da Liga Portuguesa de futebol, previamente marcado para segunda-feira, 10 de Dezembro, às 20h15, se realize na data e hora prevista"

Já antes o seu director de Comunicação, Pedro Sousa, dissera: "o Sporting não jogará segunda-feira à hora que estava inicialmente apresada para o jogo".

Sábado, 8 de Dezembro:
Comunicado do Sporting:
"Em relação à questão da data de realização do jogo entre o Sporting Clube de Portugal e o Benfica, para a 11ª jornada da Liga portuguesa, têm sido feitos alguns comentários, nos últimos dias e através da comunicação social, que lavram em erros básicos sobre matéria que convém que fique esclarecida:
1 - Nunca qualquer responsável do Clube ou da SAD fez declarações que indiciassem que o Sporting não jogaria esta partida, fosse em que data fosse."

Já sabemos que este jogo ia, de acordo com seus reputados adeptos, "salvar" a época do Sporting. Vejamos agora o que disse Godinho Lopes após o jogo e após Luis Filipe Vieira ter lembrado que no Benfica já tinha existido um "aldrabão" que muito prejudicara o clube.

Declarações de Godinho após o jogo com o Benfica

Aldrabão ou não, Godinho crê ter dotes de mágico, nomeadamente o poder da levitação:

"Estou aqui para elevar o nível do futebol"

Com o seu clube dois pontos acima da linha de água, Godinho tem também palavras muito certeiras sobre a sua missão:

"E para colocar o Sporting onde ele merece".

Ainda outras do Presidente do Sporting

Godinho (entrevista ao "Trio d' Ataque" a 16 de Dezembro):

"isto (o Sporting)  é um manicómio".


Godinho Lopes, o toureiro (ou matador) do Sporting:

"Há quem vá à tourada e há quem tourei. Eu sou um toureiro preparado para as novas faenas".
Olé!


Para terminar, aqui ficam algumas imagens que dispensam comentários.


Túnel de acessos aos balneários no estádio do Sporting.



Símbolo do Sporting com lagartos esteve no site da TSF.




Fotografia publicada na capa do Jornal do Sporting nas vésperas de Natal (note-se que a última Ceia é na Páscoa...).

Mas ainda antes de vos deixar ir embora, queria partilhar uma última (deliciosa) a que não resisto.


Burlão foi Presidente do Conselho Fiscal do Sporting



Baptista da Silva, o burlão que se intitulava "consultor das Nações Unidas" e enganou meio Portugal


Bom ano para todos os desportistas e pessoas de bem e um abraço especial para todos os benfiquistas e já agora para os meus amigos e familiares sportinguistas!

Actualização a 9.1.2013

Sporting perde 3-0 com Rio Ave.
Sporting perde em casa com Paços de Ferreira e treinador desta equipa comenta: "não foi dos nossos melhores jogos".

Verkauteren sai:

Não demoro: Vercauteren nem disse à mulher que ia treinar o Sporting, disse que ia comprar cigarros

Já a contar que não fosse coisa para demorar muito, Vercauteren nem disse à mulher que ia treinar o Sporting. «Mas onde vais a esta hora?», perguntou Simplícia Vercauteren. «Vou só ali comprar cigarros, não demoro», respondeu o agora ex-treinador do Sporting.

Quando hoje chegou a sua casa, na Bélgica, Simplícia, que ainda estava a ler a mesma revista, disse: «Bem, foste rápido...»

«Sim, o café aqui em frente ainda estava aberto», explicou Vercauteren.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Meireles muito mal, defensores ainda pior

Quando Luisão deu um encontrão (nunca se provou se propositada ou inadvertidamente) a um árbitro, levantaram-se por este País fora vozes de indignação. Como era possível? Escandaloso! - afirmaram. Tal como Javi e Jesus que riam (pudera, a cena parecia, como disse José António Saraiva, retirada de um filme de Charlot) e o pobre do Carraça que deveria ter feito não se sabe bem o quê e não fez.

Na altura considerei que Luisão foi no mínimo imprudente e que o Benfica se deixou apanhar na curva pois a primeira coisa que deveria ter feito era contactar os alemães e o próprio árbitro (embora pareça que este se recusou a ver Luisão, que se pretendia explicar, logo após o jogo) e não deixar o caso escalar. Até porque já sabemos que há gente que não olha a meios. Gente oriunda sabemos bem de onde. Guilherme Aguiar é um deles. Um cínico de primeira.

Agora calhou a Raul Meireles ter um problema com um árbitro e logo vieram uma série de personalidades do futebol português dizer que não, que nada se passara, que Meireles era "incapaz" de fazer as coisas que se lhe atribuiam.

Pois bem, aí estão as imagens. Meireles não só fez um gesto que bem se percebe o que quer dizer como cuspiu na cara do árbitro. Inqualificável.

Ao nível, tenho que o dizer, de outras coisas que se têm visto a jogadores passados e actuais do Porto. É uma certa subcultura que impera por alí. Que se alarga a adeptos e comentadeiros. Quem por vezes passa os olhos pelas prosas dos Miguéis Sousas Tavares ou dos Ruis Moreiras ou ouve os Miguéis Guedes desta vida sabe do que eu estou a falar. É um destilar constante de ódio misturado com mentiras descaradas e insultos inqualificáveis. O "clube do regime", o "caso Calabote", o "andor", o "campeonato do túnel", "Palermo". Esta gente não tem mesmo um pingo de seriedade, de honestidade intelectual. O "clube do regime" era o único clube que praticava a democracia que em tempos usou o nome de vermelhos num duplo sentido, de oposição ao regime, que era um clube popular e nunca das figuras cimeiras do regime. O "caso Calabote" surge num ano em que o Porto é campeão. O "andor" foi tal que o Benfica que praticava um futebol arrasador, o tal rolo compressor, com goleada atrás de goleada, que bateu na Luz o Porto, o Sporting e o Braga absolutamente sem espinhas, só conseguiu ser campeão na última jornada. O "campeonato do túnel" foi aquele em que Hulk, Sapunaru e outros jogadores do Porto, com mau perder, andaram agredindo de forma violentíssima seguranças pelo túnel, de tal forma que até o Ministério Público deduziu acusações criminais contra aqueles dois. Esse foi também o campeonato em que houve bolas de golfe e pedradas nas antas e uma batalha campal provocada pelos adeptos do Porto na final da Taça da Liga no Algarve (onde levaram 3-0 e o jogo teve que ser interrompido devido ao arremesso de objectos e cadeiras por parte dos adeptos e Bruno Alves teve que ser substituido porque o árbitro não o expulsava apesar de 3 agressões a Cardozo e uma a Aimar). Quanto a Palermo nem vale a pena dizer mais. Um adepto adversário morto, um dirigente morto no estádio, mas nem uma voz se ouve. Nada se passou. Foi só fumaça...

Agora digam-me: que gente é esta?

Eu próprio respondo: Meireles mostrou-o - e bem. Aquilo é Porto. Fóculporto.

Não, felizmente não somos todos iguais. Não quero ser assim nunca - e sei que a maioria esmagadora dos benfiquistas também não. Ganhar sim, mas sendo melhor. Não a todo o custo, não atropelando os outros e as regras. Defender sim, mas com a verdade. Reconhecendo quando se erra e nunca recorrendo à mentira e à manipulação grosseira. Há que ter e manter princípios. Só assim se constroem valores, só assim se constrói uma história de que nos possamos orgulhar.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Boas Festas, feliz "boxing day"

Em Inglaterra festeja-se o boxing day, o dia 26, como parte das comemorações natalícias. Em todo o mundo, cristão mas não apenas, festeja-se nesta altura, nesta quadra, o Natal, o ano Novo, o Dia de Reis.
A todos os nossos visitantes e leitores habituais queria assim desejar bom resto de Natal, Boas Festas, com muita amizade, Paz e conforto.

Em Inglaterra jogou-se (e joga-se ainda a esta hora) mais uma jornada da Premier League. O Manchester United venceu o Newcastle por 4-3 com o seu último e decisivo golo a surgir exactamente ao minuto 90. Mais uma vez Inglaterra destaca-se pela espectacularidade e emotividade dos seus jogos.

Em Portugal haverá no fim de semana mais uma jornada da Taça da Liga, podendo uma vitória dar a qualificação matemática ao Benfica.

Entre estes dias procuraremos ainda aqui no Justiça Benfiquista recuperar algumas das situações mais marcantes e mais hilariantes do ano.