quinta-feira, 20 de junho de 2013

Racionalizar o plantel

O plantel do Benfica é claramente excedentário em termos de números e deficitário em termos de qualidade para alguns lugares.

Na minha opinião, os seguintes jogadores não têm lugar no plantel principal do Benfica:

Jardel - a época até começou bem, ao conseguir disfarçar a ausência de Luisão e realizar algumas exibições de qualidade. Os erros e as infantilidades porém sempre existiram e nalguns jogos eles foram fatais, nomeadamente na final da Liga Europa (inadmissível a forma como concedeu o canto e nem saltou no lance decisivo da partida). Tentar vender para o estrangeiro. Na minha opinião a única hipótese que resta para continuar é se for o 4º central (alternando com a equipa B) e estiver pronto para o aceitar.

Rúben Amorim - não é um mau jogador mas denotou uma atitude pouco profissional ao questionar as opções do treinador e ao falar das suas escolhas já depois de ter sido emprestado ao Braga.

Carlos Martins - demasiado inconstante, muito atreito a lesões (ou alegadas lesões), comete erros em momentos chave. Para sair, se necessário a custo zero.

Kardec - tive muita esperança neste jogador mas infelizmente ele nunca se conseguiu impor. Tentar colocar ou dispensar a custo zero. 

Sidney - lento, pesado, sem a atitude necessária para ser jogador do Benfica. Para sair a custo zero.

Roderick - é alto, parece ter alguma calma a jogar, tem alguma técnica mas falta-lhe agressividade para poder ser um bom defesa ou sequer médio de cobertura. Caso se considere que, sendo jovem, ainda poderá corrigir este aspecto fundamental poderia ser emprestado uma última vez. 

Luisinho - não tem a qualidade necessária para jogar no Benfica.

Urreta - demasiado intermitente, demasiado apagado, não faz a diferença.

Nolito - ao contrário de todos os outros é um jogador com qualidade para jogar no Benfica, que traria mesmo valor acrescentado. Penso que seria uma alternativa evidente e de qualidade garantida a Sálvio. Infelizmente porém Jorge Jesus parece ter embirrado com o jogador e nessas circunstâncias, para estar apenas a fazer número e possivelmente contrariado, mais vale sair.

Considerando que sairão também, pelo menos, Garay, Cardozo e possivelmente Matic e/ou Gaitan, ficariam no plantel os seguintes jogadores:

GR

Artur
Paulo Lopes (não estou seguro acerca de quando termina o seu contrato)
Oblak?

Defesas centrais

Luisão
Steven Vitória
Lisandro López (estará aparentemente em vias de ser oficializado)

Laterais direitos

Maxi Pereira
André Almeida

Laterais esquerdos

Melgarejo

Médios

Matic ?
Enzo Perez
André Gomes
Djuricic

Extremos/avançados

Sálvio
Gaitan?
Ola John
Sujemani
Markovic


Pontas de lança

Lima
Rodrigo
Nélson Oliveira ?

Total: 21 jogadores. 

Daqui resulta a evidente necessidade de contratar um defesa esquerdo e a desejabilidade de contratar uma alternativa a Maxi mais sólida do que André Almeida (que pode também jogar no meio-campo em determinadas circunstâncias).

No entanto, como já tenho assinalado várias vezes, as contratações já realizadas indiciam também que algo poderá mudar na forma de jogar do Benfica, o que teria implicações na restante estruturação do plantel, designadamente no que toca ao meio campo. Isso será objecto de um outro post.

Nó cego


No preciso momento em que Torres Nilo deixava Hulk sentado no chão, Bruno Prata assegurava que a defesa do Brasil era frágil devido "aos vários erros" de David Luis...

Para alguns é muito difícil despir a camisola clubística. Mesmo quando estão em causa seleções e os jogadores em causa já não pertencem a nenhum clube português.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Paços-Porto foi classificado de "grau mínimo"

O jogo Paços de Ferreira-FC Porto foi classificado pelo Conselho de Arbitragem com o grau de dificuldade  mínimo. Ou seja, o jogo que na prática decidiu o campeonato não foi considerado pelo Conselho de Arbitragem como um jogo de grau de dificuldade acrescido.

Eles lá sabiam porquê. Nós ficámos a saber depois da farsa
Como sempre, eles tinham razão. O jogo com o Paços não contava para rigorosamente nada. Tudo já estava previamente decidido.

terça-feira, 18 de junho de 2013

Maomé, os magrebinos e o ódio

No anterior post referi a recepção de que o Benfica foi alvo aquando da sua deslocação ao Porto e ao nível de ódio destilado por aquela gente. Já noutra altura disse que isto não era acidente: era uma forma de estar "cultivada".

"Ides sofrer como cães".
A frase, infame, nunca deverá ser esquecida.

E após o jogo até a classe política, até um deputado da Nação, vice-Presidente do PSD, se permitiu apelidar mais de metade do País de estrangeiros, de magrebinos. Impensável em qualquer País desenvolvido. Aceitável em Portugal.

Há algo de fundamentalmente errado e doentio em tudo isto.

Por um lado, há um sentimento que se aproxima do conceito de guerra santa preconizada justamente pelos muçulmanos.
 
Os mouros e os vermelhos para aquela turba ululante representam o infiel. Os mouros merecem ser tratados como cães.

Essa é outra curiosidade desta mentalidade doentia: é que também a demonização dos cães é uma característica não propriamente dos nórdicos ou dos portugueses mas precisamente do Islão. De acordo com certos preceitos muçulmanos, os cães (ou apenas os cães negros, conforme a versão) devem ser chacinados.

Ou seja, aqueles que nos chamam de mouros adoptam afinal alguns dos comportamentos mais radiciais e reprováveis de alguns muçulmanos. São curiosidades que não deixam de merecer ser assinaladas.
 
Perante isto, o que deve o Benfica fazer?

Na minha óptica, para além de reforçar a sua competência e se continuar a dotar de plantéis de qualidade ano após ano, o Benfica deve adoptar no que toca ao futebol uma postura próxima da estratégia que foi adoptada pelo seu hóquei: denunciar com toda a firmeza todos os comportamentos indignos do desporto e da vida em sociedade, exigindo da parte das autoridades desportivas, policiais e políticas o cumprimento dos seus deveres de isenção e de imposição da ordem pública. Recusar em absoluto ser cúmplice (através do silêncio) da coação e da violência. Deve fazer tudo isto, se necessário recorrendo à última das armas: a ameaça da falta de comparência ou mesmo a falta de comparência. O futebol não é um circo romano, um espectáculo de gladiadores e o Benfica tem a obrigação de não permitir que os seus adeptos e atletas não sejam alvo de violências como as acima descritas.

Quanto ao resto lembrem-se: as acções ficam com quem as pratica.

Maomé, os cães e o ódio

O clube de futebol do Porto, seus dirigentes e adeptos, ultrapassaram este ano todos os limites do decente e do aceitável.


Não falo de excessos verbais e físicos (naturalmente condenáveis) que existem em toda a parte e de que todos somos de uma forma ou outra culpados. Em todas as sociedades, em todas as organizações se verificam situações e comportamentos que são reprováveis. Todos somos humanos e falíveis.

Cenas de pancadaria e insultos são algo que infelizmente existe muitas vezes no futebol. Das minhas memórias de criança fazem parte as cenas em que toda uma bancada se começava a levantar e já se sabia porquê: briga.

Agora ter praticamente toda uma cidade, com bandos organizados de gente a fazer esperas, a insultar na véspera do jogo, a tentar agredir, a lanças petardos e fogo de artifício durante a noite e a madrugada nas imediações do nosso hotel e exibir faixas inqualificáveis como a foto acima ilustra é ir a um outro patamar, é ultrapassar uma fronteira. 

É já algo que não entra no campo das emoções e dos excessos. É algo de programático, de organizado, de grotesco.

Para além do que acima descrevo, descobri num blog (talvez o mais popular do clube do Porto) um post relativo à deslocação do Benfica em causa. O título é esclarecedor: "Ides sofrer que nem cães filhos da ****". No "texto" refere-se ao Benfica como sl m**** e depois sobre as declarações de Maxi atira: "primeiramente, meu MONTE DE M****, preocupa-te é em sair daqui vivová, agora RENNIE e caminha!"

Dos comentários dos frequentadores fiz um apanhado: 


    1. "Sinceramente, este foi o MELHOR POST que alguma vez Li!!!!
      Espero é que a vitória caia para cá, e que não desperdicem esta oportunidade de ouro!"
    1. "Não me ocorrem melhores palavras!"
    2. "AHAHAHAHA!
Muito bom!"

"Os cães são os melhores amigos do homem. Tenho muito mais respeito por esses animais do que por esses fdp vermelhos. Não gosto de ver cães a sofrer. Por isso não acho correto essa frase."

"ALÔ DAQUI É O ANTAS... ERA SÓ PARA IR BUSCAR A MINHA FRASE.

    IDES SOFRER QUE NEM CÃES FILHOS DE 31 P**** !!!!!!!!!!!!!"

"Foi com o mais profundo NOJO que hoje ao almoço, na cantina da empresa, assisti a um benfiquista sacar da sua carteira e mostrar 2 cartões de sócio do FC Porto!!!! Aquele mouro vai comprar 2 bilhetes e ocupar o lugar de 2 Portistas!!!! Eu próprio não posso ir ver o jogo, mas já tratei de arranjar um Portista para ir na minha vez!!!!

Temos de proporcinar um ambiente de inferno ás galinhas,temos de remar todos pro mesmo lado, vamos pra cima deles, vamos mostrar o nosso sangue quente, vamos mostrar o nosso tripeirismo, o nosso bairrismo, vamos comer esses filhos da p***. "


"Eu acho que aquela gente deve sofrer a bom sofrer… E pagar bem pelo que andam a fazer ao FC Porto, desde provocações nojentas a faltas de respeito constantes à instituição… Acho que têm de sentir medo quando colocarem os pés no Dragão, mas isto é todo o ambiente criado pelos adeptos que obviamente será o pior possível para eles."

    "Isto é muito fácil, quem não aparecer no Dragão de cachecol ou camisola do Porto neste dia, é mouro."

    "Por mim, os vermelhos não saiam vivos do dragão, só em sacos pretos e em contentores do lixo."


    "IDES SOFRER COMO CÃES SEUS FILHOS DA P***."
    "Façam o mesmo C****** mas não deixem aqueles vermes ocupar os NOSSOS lugares!!!!!!!!!!

    Abraço"



    "Tomara que esse filho de 30 p***s venha ali prós lados da Porta 4... se diz um ai sequer, leva um banano no meio do focinho que só pára lá em baixo junto ao relvado.

    E se não for esse, que se livre outro qualquer... com a sede de ir ao pote que ando a esse filhos de um camião de p***s, que se livrem, que se livrem de se me aproximar...
    ps - m****s de Portistas pipoqueiros que emprestam cartões a esse fdp... tanto uns como outros, uns bons montes de m****!

    No resto, com calma é o c******... a hora é de soltar os cães a esses montes de m**** de gente que são... cá se fazem, cá se pagam... olho por olho, dente por dente!!
    Isto vai ser um rico mês de Maio, vai, vai... Futebol, Hóquei, Andebol... uiiiii, é desta que os c*****s não passam a ponte!"

    "Cuidado também com aqueles que aprecem com cachecol de Portugal, é tudo mouros!"

    "26 comentarios, assim vale a pena, so demonstra que vamos comer esses FDP! Se no Sabado passar por algum lampiao, trincu-lhe uma p*** duma orelha carago! CARREGA PORTO NESSES FILHOS DA P***!"

    DE REPENTE, no meio destes comentários, SURGE UMA VOZ DE MODERAÇÃO E NORMALIDADE, QUE DIZ:


    "Bom dia

    Vocês não têm benfiquistas na família, amigos ou até conhecidos? Para quê o insulto fácil e baixo?
    Queremos ganhar o jogo, "limpinho, limpinho" para poder ser campeões e mais nada. 
    Somos Porto, Somos maiores que estes insultos."


    E QUE RECEBE AS SEGUINTES RESPOSTAS:

    "Oh Sr. Jorge Oliveira, o senhor não tem televisão em casa? Não viu a pouca vergonha que o lampiao do joão gabriel fez nas televisões publicas? O senhor esta a espera de quê? Os FILHOS DA GRANDE UPTA QUE SE PREPAREM!" 

    "Eu não insulto nenhum vermelho. Só faço votos sinceros para que os vermelhos passem o dia mais aterrorizante das suas vidas a todos os níveis. Que a nossa SAD tenha coragem para isso. Temos que ganhar, custe o que custar. Repito: Custe o que custar."

    "ASSINO POR BAIXO....
    SE passo por esses FILHOS DA P*** ATE OS COMO C******!!!"

    "Sabe tão bem ler e ouvir esta frase!! Ódio eterno a este visitante"

    (continua).

    Martins dos Santos condenado (outra vez)

    O árbitro portuense Martins dos Santos foi ontem condenado a 18 meses de pena suspensa por corrupção.


    Já em 2008 o mesmo árbitro fôra condenado a 20 meses também por corrupção, no âmbito do processo apito dourado. 

    Desta vez esteve em causa o clube de São Pedro da Cova, de Gondomar. Em 2008 tinha sido o Marítimo, num jogo contra o Nacional. 

    Curiosamente este árbitro, conhecido pelo seu "rigor" na amostragem de cartões, nunca foi condenado em casos envolvendo o seu clube do "coração", que até lhe ofereceu uma homenagem de fim de carreira. Foi  um gesto de reconhecimento desse clube, naturalmente o Porto, num jogo no Estádio das Antas. Martins dos Santos até se comoveu. Foi bonito.

    Pensávamos que já tínhamos visto tudo, mas este ano ainda conseguimos ser surpreendidos com outro "grande" árbitro, Soares Dias, também de uma família de árbitros: no fim de um jogo no estádio do "dragon" ofereceu a sua camisola a um espectador.

    Tudo normal. Como disse Afonso de Melo: "ser árbitro em Portugal é bom. Mas mete nojo". 

    segunda-feira, 17 de junho de 2013

    Futsal - 3 a 0 já não fica.

    O Benfica venceu com mérito o segundo jogo do playoff da final do campeonato de futsal, batendo o Sporting nos penalties. Foi um jogo bem disputado, que fica marcado pela lesão de Vitor Hugo, no qual o Benfica esteve em vantagem até a 4 segundos do fim!

    A jogar com guarda-redes avançado, o Sporting já tinha criado algumas oportunidades, pelo que o empate até se aceita, mas sofrer um golo a 4 segundos do fim não deixou de ter um sabor amargo e recordar o penoso final de época no futebol profissional.

    O Benfica esteve porém muito bem no prolongamento, não se deixando afectar pelo golo ao cair do pano, quando a vitória parecia certa. Não concedeu oportunidades ao adversário no prolongamento e venceu bem nos penalties com Bébe a ter todo o mérito na forma como evitou que 3 penalties fossem concretizados pelo Sporting.

    Ao longo da época regular o Sporting foi a equipa mais forte e como tal continua a ter algum favoritismo. No entanto, com uma atitude humilde de total concentração e entrega, o Benfica pode ficar mais perto da surpresa.

    Para já, temos dois jogos no nosso pavilhão e uma certeza: a final já não se resolverá em 3 jogos e o resultado do playoff não será 3-0, como desejou publicamente um jogador do Sporting, plenamente convencido da superioridade total da sua equipa. 

    Reforçar a defesa

    A contratação de Steven Vitória é uma excelente notícia para o Benfica.
    O jogador estava em fim de contrato e era pretendido por vários clubes. Tal como no caso de Markovic, o Benfica conseguiu antecipar-se à concorrência. É um jogador alto, forte, com bom jogo aéreo, que além disso marca muito bem livres à entrada da área (algo em que o Benfica não tem sido perigoso nos últimos anos). E é português.

    Veremos se pode ou não ser titular, mas é certo que constituirá uma opção muito válida para o eixo da defesa onde infelizmente Jardel deixou bastante a desejar nos últimos jogos da época. Com a eminente saída de Garay e a veterania de Luisão, esta parece-me ser uma óptima contratação para reforçar a defesa. Fica-se a aguardar pela possível contratação de Lisandro, a que terá necessariamente que se juntar um defesa esquerdo de qualidade comprovada.

    Fica ainda a faltar pelo menos um médio centro, sobretudo se Matic vier a deixar o clube. 

    Enfim, até Agosto muita coisa acontecerá mas pelo menos nesta altura o Benfica parece estar-se a reforçar bem. Há obviamente muita incerteza, até quanto ao esquema de jogo que viremos a adoptar, agora que contratámos um playmaker e jogadores como Sulejmani e Markovic que podem render bastante num esquema de 4-3-3 que, como se sabe, Jesus não tem contemplado por preferir jogar com dois avançados de centro. Porém dois avançados de centro mais dois extremos e um playmaker cobrem 5 posições do meio campo para a frente, deixando apenas uma vaga para um centro campista de características defensivas, um trinco como se costumava dizer. 

    Muito portanto para definir, resta-nos ser pacientes.