quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

O melhor plantel em Portugal

Tenho defendido que temos o melhor plantel dos últimos anos e indiscutivelmente o melhor em Portugal na actualidade. Se existe algum problema com este plantel ele reside apenas na qualidade em excesso, que por vezes pode levar a situações de conflitos no balneário ou insatisfação e desmotivação de alguns jogadores.

Uma entidade de consultoria vem hoje confirmar com o seu estudo essa apreciação. O Benfica será o 15º plantel mais valioso do mundo. Está à frente do Porto, que aparece em 20º e último da lista.






quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Avizinham-se jogos cruciais

Não levem a mal mas neste post vou-me citar muito a mim próprio.

A 21 de Maio, numa altura em que muitos já diziam que o resultado da Taça era indiferente pois já não alterava substancialmente o desfecho da época, "não salvava a época", discordei em absoluto e considerei obrigatório vencer a Taça.

Depois desse triste jogo considerei que Jesus tinha deixado de ter condições para continuar no Benfica.

O Presidente do Benfica teve obviamente outro entendimento e inclusivamente reforçou o plantel mas o rendimento da equipa tem estado muito abaixo do exigível. O objectivo de uma boa campanha na Liga dos Campeões que alimentasse o "sonho" foi completamente falhado, mantendo-se entretanto o Benfica "vivo" nas outras competições. Na Taça estamos numa boa posição para passar aos quartos de final e no campeonato estamos a 2 pontos do 1º, o que não é uma posição muito confortável mas ainda assim não desesperada. 

As críticas na blogosfera quer a JJ quer a Vieira têm sido constantes e muito duras, muitas das vezes com razão, outras vezes com manifesto exagero e a despropósito.

Permitam-me continuar a citar anteriores posts como forma de chegar ao ponto que quero fazer. Há pouco mais de 15 dias, considerei:

"O Sporting é mesmo candidato e o mais natural é o Porto começar a ganhar os seus jogos e deixar de perder pontos desta forma, com ou sem Paulo Fonseca."


"O Sporting tem uma equipa jovem e ambiciosa e um treinador competente e equilibrado que faz uma boa leitura dos jogos. O Sporting é uma equipa perigosa quando tem um avançado concretizador e embala para sequências de vitórias para lá do ciclo do Natal, pelo que não deve ser subestimado como adversário, apesar das más épocas que tem feito no passado recente."

 Nesta medida, a margem de erro de Jorge Jesus é neste momento nula. Qualquer deslize poderá permitir que os nossos adversários se distanciem de forma muito perigosa e potencialmente irrecuperável. Até pela questão das arbitragens, de que falarei noutro artigo. E vêm aí jogos absolutamente cruciais. Sexta-feira em Setúbal o Benfica enfrentará um desafio difícil. É sempre difícil jogar naquele estádio e nesta fase e com a falta de confiança existente (em contraste com o que se passa em Setúbal) as coisas agravar-se-ão. Na jornada seguinte, a 15ª, jogada a 11 ou 12 de Janeiro, o Benfica recebe o Porto. É obrigatório vencer. Na 18ª jornada, a 8 ou 9 de Fevereiro, o Benfica recebe o Sporting

Não tenho dúvidas de que do desfecho destes jogos dependerá não apenas o destino do Benfica neste campeonato mas também o futuro imediato de Jorge Jesus. Não tenho, admito-o, grande expectativa em relação a eles: as más exibições do Benfica não deixam antever nada de bom. A qualidade do plantel (superior ao dos nossos adversários) é porém uma realidade pelo que a dúvida se mantém. 

Nas próximas 5 jornadas, espaçadas em pouco menos de 8 semanas, um dos três candidatos embalará para o título. Veremos qual será. Se não for o Benfica chega ao fim o ciclo de Jorge Jesus. As provas de fogo começam porém já depois de amanhã e são todas cumulativas - não basta ganhar uma, é preciso ganhar todas. Estamos proibidos de falhar. 

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Sorteio da Liga Europa - mais gregos e, possivelmente, ingleses.

  • 1. Dnipro
    -
    Tottenham
  • 2.
    Betis
    -
    Rubin Kazan
  • 3.
    Swansea
    -
    Nápoles
  • 4.
    Juventus
    -
    Trabzonspor
  • 5.
    Maribor
    -
    Sevilha
  • 6.
    Viktoria Plzen
    -
    Shakhtar Donetsk
  • 7.
    Chernomorets Odessa
    -
    Lyon
  • 8.
    Lazio
    -
    Ludogorets
  • 9.
    Esbjerg
    -
    Fiorentina
  • 10.
    Ajax
    -
    Salzburgo
  • 11.
    Maccabi Telavie
    -
    Basileia
  • 12.
    FC Porto
    -
    Eintracht Frankfurt
  • 13.
    Anzhi
    -
    Genk
  • 14.
    Dínamo Kiev
    -
    Valencia
  • 15.
    PAOK
    -
    Benfica
  • 16.
    Slovan Liberec
    -
    AZ Alkmaar



O Benfica volta a encontrar um clube grego. Depois do Olympiakos de má memória, agora apanhamos novamente gregos nos 16ºs de final da Liga Europa, neste caso o PAOK de Miguel Vítor. O Benfica joga a primeira mão fora a 20 de Fevereiro e recebe o seu adversário uma semana depois a 27. 

Quanto aos oitavos de final, o Benfica, caso passe, jogará com o vencedor do jogo 1. Ou seja com o Tottenham. Com um treinador a sério, esta equipa pode ser muito perigosa. 

O Porto joga com o Eintracht de Frankfurt e o vencedor deste duelo jogará com o vencedor do Swansea-Nápoles. Sorteio mau para o Porto. 

Note-se que a final se disputa em Itália, mais particularmente em Turim, no Estádio da Juventus que por sinal está na competição. Convirá não esquecer isso quando se começa a falar em favoritos.

Em relação ao sorteio da Liga dos Campeões, pode consultá-lo aqui, no post anterior.



Última hora (actualizado)

  • Man. City
    -
    Barcelona
  • Olympiacos
    -
    Man. United
  • AC Milan
    -
    At. Madrid
  • B. Leverkusen
    -
    Paris SG
  • Galatasaray
    -
    Chelsea
  • Schalke 04
    -
    Real Madrid
  • Zenit
    -
    B. Dortmund
  • Arsenal
    -
    B. Munique



São os jogos dos oitavos da Champions.
Os favoritos para os quartos são: Man. Utd, Paris SG, Chelsea, Real Madrid, Dortmund e B. Munique. Nos outros jogos é mais difícil destacar o favorito, embora Man City e Atlético de Madrid me pareçam também um bocadinho à frente. 

Já em seguida virá o sorteio da Liga Europa. Pode ser seguido em directo na SIC Notícias.


Outra notícia bem fresquinha: Villas-Boas já não é treinador do Tottenham. Foi despedido pelo seu péssimo trabalho e resultados humilhantes do Tottenham esta época. 

PS - Está no "Record" um artigo que diz que "o melhor dos últimos 114 anos já não é treinador do Tottenham". Ora bem, estas notícias sensacionalistas e estas estatísticas já não nos surpreendem mas ainda assim merecem ser contestadas com factos. 

Villas-Boas com efeito conseguiu enquanto treinador do Tottenham um bom ratio de vitórias por jogos. Mas esta estatística, embora real e denote alguma coisa, é um pouco enganadora. De facto não é esta estatística que determina quem é o melhor. O melhor é o que ganha ou fica melhor classificado. Nessa medida, dizer que é o melhor dos últimos 114 anos, alguém que ficou em 5º na única época completa que fez, quando ainda no ano anterior a equipa ficara em 4º, é realmente insólito. Recordemos que o Tottenham tem cerca de 30 títulos, entre domésticos e internacionais, incluindo 2 UEFA e uma Taça das Taças.