domingo, 18 de março de 2018

Uma estranha convocatória

Fernando Santos conseguiu algo que de certa forma julgávamos já impossível, após tantas desilusões, desde 84 a 2004, desde 66 a 2006, fazendo de uma seleção que estava longe de ser a nossa melhor de sempre campeã europeia.

Tem por isso a minha gratidão e profundo reconhecimento. Com ou sem empates, com ou sem penalties (e quantas vezes havíamos perdido no passado de forma injusta e frustrante), a verdade é que ganhámos, ainda por cima batendo os anfitriões franceses. Escrito num guião de um filme acharíamos pouco credível mas aconteceu mesmo. Estaria, porventura, escrito nas estrelas ou noutro livro ou linguagem desconhecida dos meros humanos que apenas assistem aos acontecimentos do quotidiano sem vislubrarem causas de outra e superior ordem.

Dito isto - porque é de elementar justiça fazer tal reconhecimento - a presente convocatória é um pouco estranha. Se a chamada de Rúben Dias é indiscutível (o problema de Portugal é mesmo não haver outros centrais jovens a aparecer) já as ausências de André Almeida e Pizzi levantam muitas questões. O que mais precisará de fazer o lateral benfiquista para merecer ser convocado? E relativamente a Pizzi, não será estranho que o melhor jogador da Liga na época passada não faça parte dos planos do selecionador?

Sem desprimor para os jogadores em causa, mas estabelecendo as necessárias comparações, porque é disso que se trata quando se escolhe uns em detrimento de outros, será que Cédric, militando numa equipa que está na zona de descida da premier league, ou Coentrão (visto que André também pode jogar na esquerda), carregado de problemas físicos, estão a fazer épocas melhores do que o nosso lateral?

Depois temos o caso de Pizzi. Será que Adrien, parado metade da época e pouco utilizado desde então, dá mais garantias do que o nosso centro-campista? E se o argumento é um lugar conquistado na seleção não apenas no passado recente mas nos últimos anos, então a chamada de Bruno Fernandes em detrimento de Pizzi é inaceitável. Para Fernando Santos, João Mário, com uma época atroz, para esquecer, Rúben Neves, que milita na segunda divisão de Inglaterra, Adrien, que mal joga, André Gomes, a cabo com problemas psicológicos, Manuel Fernandes, que há anos joga na Rússia e não participa das convocatórias, Bruno Fernandes, a dar os primeiros passos a este nível e João Moutinho, em fim de carreira, todos merecem a convocatória, ao contrário de Pizzi, que é "apenas" o melhor jogador da Liga passada, titular e peça nuclear do tetracampeão, em busca do Penta.

De um ponto de vista estritamente clubista isto até é positivo para o Benfica. Os jogadores não se desgastam e podem preparar a recta final do campeonato e as 7 vitórias de que necessitamos para garantir o Penta. No entanto do ponto de vista dos jogadores imagino que seja uma desilusão. Acima de tudo é algo de muito injusto e que pode prejudicar a própria seleção, atendendo a que Fernando Santos já disse que esta convocatória está próxima da que levará ao Mundial.

Desejo que isto dê aos nossos jogadores ainda mais força, que consigam transformar a desilusão em motivação e fazer um fim de época ainda melhor se possível, "obrigando" o selecionador a levá-los à Rússia.

14 comentários:

  1. A minha seleção é o Benfica!

    Essa coisa que se diz nacional e forma suporta e apoia uma claque dita "nacional" que se permite ofender mais de metade dos cidadãos Portugueses à porta de sua casa - o seu estádio - nunca será minha.

    Não me aquecem nem me arrefecem, não lhes dedico um minuto. Não fosse o respeito que os atlatas do Benfica merecem e até seria da opinião que o Benfica se devia recusar a fornecer jogadores à equipa daqueles que só já ou ainda detêm o estatudo de utilidade publica, nada mais do que isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa questão da claque liderada por um marginal é obviamente perturbadora mas não me faz deixar de apoiar o meu País.

      Eliminar
    2. Não se trata do País, trata-se de uma equipa da federação portuguesa, com claque de marginais que odeiam mais de metade dos Portugueses (leia-se, nós os Benfiquistas).
      Na noite negra do fascismo o fdp do salazar governava o País e eu como Português nunca o apoiei!

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  2. Discordo. Eventualmente podia convocar andre almeida, de resto apenas ruben dias tem realmente lugar na selecção.

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. Durante a época não ligo muito à seleção, especialmente a estes jogos particulares que não me dizem nada, mas um Europeu ou Mundial é outra estória. Aí obviamente vibro com a nossa presença.

      Eliminar
  4. Comecemos pela baliza. Beto?! O B. Varela não merece mais?
    Cédric em vez de A. Almeida é de rir.
    Bruno Alves? Que é que faz na selecção? Não há outro central bem melhor?
    Adrien, A. Gomes, J. Moutinho e J. Mário em vez de Pizzi, Sérgio Oliveira e A. Horta?
    O Ruben Neves está a jogar bem e merece.
    Quaresma merece ir? Que é que tem a mais que o Rafa, que parece está na sua melhor forma e com confiança.
    O A. Silva é bom jogador, mas esta época não lhe está a correr bem, porque Nelson Oliveira não é convocado?
    F. Sntos dizer que nesta convocatória está cerca de 70% de quem vai á Rússia é gozar com os jogadores.
    Que eu saiba, na minha inocência, à selecção vão os jogadores em melhor forma, e Beto, B. Alves, Cédric, J. Mário, A. Gomes, J. Moutinho, Quaresma e A. Silva só lá vão porque o F. Santos os considera bijus (os queridos da selecção).

    Obrigado e Saudações!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem toda a razão. Nem me estava a lembrar do Rafa! Mea culpa. Obrigado pelo comentário.

      Eliminar
  5. Será q tenho direito a indignação o dono da utilidade pública o inginheiro dos tios julga se um iluminado o tempo pode mostrar q a vaidade e fantasia não dão continuidade a ganhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta convocatória realmente não dá garantias nenhumas e indicia o pior mas espero estar enganado. Pode ser que F. Santos arrepie caminho até maio.

      Eliminar
  6. Não sei porquê a admiração.

    Isto é a selecção dos amigos do Ronaldo.

    ResponderEliminar
  7. no andre almeida tens razão.

    agora no pizzi tens pouca e generalizas.
    o ruben neves é um trinco nada tem a ver com pizzi.
    o adrien, o moutinho, o andre gomes e o manuel fernandes são 8. coisa que o pizzi não é nem nunca será embora a malta ache que sim só porque ocupa a posição.

    os únicos com que o pizzi concorre são o joão mario e bruno fernandes este ultimo esta em melhor forma que o pizzi que tem estado muito mas mesmo muito abaixo da melhor forma sem duvida que pizzi esta melhor que o jão mario e merecia ir não por mérito mas por demérito do outro.
    só que o fernando santos na seleção é um treinador de pouco arriscar e prefere jogadores que saibam defender e o pizzi nisso é mau.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. João Carlos, o Pizzi já jogou em praticamente todas as posições no meio campo: num meio campo a dois com o Fejsa e agora num meio campo a três, para além da sua posição de origem ser extremo direito. Obviamente não é um trinco mas recupera bolas, nomeadamente por antecipação. Acho que é um jogador muitas vezes injustiçado mas estou convencido de que a sua importância se vai tornar ainda mais patente na fase final do campeonato.

      Eliminar
    2. jogar jogou mas não faz dele um 8, ele recupera bola no junto à área do adversário só, são raríssimas as bolas que ele recupera a meio do campo ou no nosso meio campo.
      defensivamente ele não sabe fazer contenção é pouco agressivo, por vezes esta mal posicionado, sobretudo a 8 agora menos vezes por que joga a interior, isto para não falar nas bolas que ele perde ou as que oferece ao adversário.

      Eliminar

Os comentários são agora automaticamente publicados. Comentários insultuosos poderão ser removidos.