segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Benfica-Beira Mar - ainda bem que o campeonato pausou

Exibição desastrosa do Benfica contra o Beira-Mar. Fez lembrar os piores jogos de Quique Flores: contra um adversário fraquíssimo passámos os últimos minutos do jogo em aflição, sem saber o que fazer à bola. Com uma arbitragem mais abilidosa teríamos perdido pontos.

É óbvio que há muitas baixas e que elas se fazem sentir: Luisão, a situação no meio-campo, a própria ausência do Cardozo a limitar as opções de ataque. A isto junta-se um Maxi em menor rendimento (apesar do grande golo e do espírito combativo), um Rodrigo perdulário, um Artur a falhar e muitos jogadores com mazelas do jogo com o Barcelona, que deixou marcas como era expectável.

Tudo isto é compreensível mas não há coisas que não são:

Artur não pode estar constantemente a socar bolas, muito menos na pequena área. Artur tem que agarrar bolas daquele tipo (embora se o lance fosse a nosso favor todos - comentadeiros e especialistas - ali certamente vissem uma falta sobre o guarda-redes...). Andou a dar entrevistas a falar da selecção brasileira quando deveria (vê-se agora) estar mais concentrado no seu trabalho. Deu intranquilidade à equipa com maus passes com os pés, situação em que é recorrente. Artur é um ótimo guarda-redes que tem que estar mais concentrado e pensar apenas nos jogos.

Não se admite a intranquilidade da equipa. A jogar em casa contra o último! Uma equipa que levou 4 golos do Porto e nada fez durante esse jogo. Até por esse facto os jogadores do Benfica deveriam ter entrado em campo para dar 5 ou 6. Ao invés pareceram nervosos, temerosos. De quê??

JJ não pode entrar em parafuso e intranquilizar ainda mais a equipa, ademais criticando em público os jogadores (neste caso foi Lima). A responsabilidade pela péssima exibição é tanto dos jogadores quanto dele.

Continua-se a falhar golos. A resposta de que "a bola há de entrar" não me parece a melhor. Aliás já me foi dito que JJ não acredita que se treine a concretização, o que pode explicar muita coisa. A verdade é que Cristiano Ronaldo é um super-atleta e tem condições físicas que naturalmente 99% dos outros não têm mas para além disso treina mais do que todos os outros. Treina constantemente o remate e a finalização. Com Eusébio acontecia o mesmo. Talvez JJ devesse pensar nisso.

Mas acima de tudo o que me pareceu é que faltou tremendamente consistência, fio de jogo e sentido de equipa ao Benfica de sábado contra o Beira Mar. O jogo estava desligado. Ora Gaitan fazia algumas corridas, ora Sálvio tentava o 1 para 1 ora era Rodrigo a tentar ir sozinho... Penso que o futebol colectivo tem que ser mais interiorizado pelos jogadores para que possamos ter uma verdadeira equipa. Em Glasgow, pareceu-me que o exibimos nalguma medida (faltou depois profundidade e acutilância ofensiva) mas desde então tem sido sempre a piorar.

Para concluir, percebo o que Jorge Jesus disse acerca do apoio dos adeptos mas não concordo. Eu não sou dos que acham que o papel dos adeptos é estar 90 minutos a apoiar por muito mal que a equipa jogue. Isso é o papel da claque. Obviamente não defendo que se passe o jogo a assobiar e muito menos aceito que se assobie um jogador do Benfica. Isso acho desastroso. No entanto há momentos em que os jogadores precisam de ouvir da bancada o desagrado por aquilo que (não) estão a fazer. Para perceberem que há exigência. Para ACORDAREM porque às vezes parecem estar a dormir.

Eu lembro-me de ver o Benfica sistematicamente golear os seus adversários  nos jogos em casa (há muitos anos) e, caso se começasse a jogar demasiado para trás e para os lados, as bancadas desde logo tornarem claro com assobios que isso não era o Benfica.

Em suma, os adeptos podem - e a meu ver devem - em certos momentos do jogo e preferencialmente no fim da primeira parte, expressar a sua insatisfação quando a equipa não está a render.

O que não se pode é, quando a equipa joga como jogou no sábado (como é possível falhar tantos passes?), ignorar os problemas e pretender que tudo está bem.

Espero que estas duas semanas de paragem no campeonato sirvam para Jesus e os jogadores identificarem os problemas e solidificarem processos para que sejamos mais equipa. E já agora para alguns jogadores recuperarem fisicamente pois é patente que bem precisam.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários são agora automaticamente publicados. Comentários insultuosos poderão ser removidos.